Fogo pálido

“Se a história permitir, posso retornar de navio a meu reino recuperado, saudando com um grande soluço a costa cinzenta e o reflexo de um teto sob a chuva. Posso ficar todo encolhido num canto de hospício, gemendo. Todavia, o que quer que aconteça, onde quer que ocorra a ação, alguém, em algum lugar, irá se pôr a caminho silenciosamente – alguém já se pôs a caminho; alguém, ainda muito distante, está comprando uma passagem, está tomando um ônibus, um barco, um avião; alguém chegou, vem andando na direção de um milhão de fotógrafos e, daqui a pouco, tocará a campanhia de minha casa.”  [Vladimir Nabokov]

Leave a comment

September 6, 2013 · 7:11 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s